What is more valuable? Skills or Intelligence?

 :: ATIVIDADE :: Roteiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por ConandeBacon em Sab Ago 30, 2014 1:11 am

Olá pessoas! Vim pra cá só com o primeiro capítulo do meu "mini" mangá, sim, "mini" pois esse capítulo só tem 2 páginas ( Surprised). E também devo acrescentar que ainda é só um título provisório, não consegui pensar em um muito bom.

What is more valuable? Skills or Intelligence?:



What is more valuable? Skills or Intelligence? (O que é mais valioso? Habilidades ou inteligência?)



Capítulo I - Seria esse o passado ou o futuro?
 
      Página 01
Quadro 1:
   Visto de cima, se vê um labirinto, que aparenta estar dentro de uma ruína.
Quadro 2:
Duas pessoas andavam com suas mãos esquerdas apoiadas na parede, um encapuzado e vestido com uma túnica, aparenta ter 25 anos e é obviamente um mago, o outro mais jovem, talvez 16 anos, andava apenas com uma comum roupa de camponês, equipado apenas com um escudo de madeira e uma espada.
Quadro 3:
“Toc toc”. O barulho surpreende os dois, fazendo-os parar.
Homem mais velho: “Ouviu isso, Oliver?”
Oliver (Homem mais jovem): “Sim, Chermont.”
Chermont (Homem mais velho): “Então continue andando, vá à minha frente.”
Oliver: “Entendido.”
--
    Página 02
Quadro 1:
Os dois se deparam com um monstro à sua frente. Ele era três vezes mais alto que os dois, possuía escamas e dois chifres na cabeça, e o resto de seu corpo era humanoide.
Monstro: “Uuuurgh!!!”
 Chermont: “Para trás!”
Quadro 2:
Chermont estica seu braço em direção ao monstro e um pentagrama surge no ar.
Chermont: “Fazzas vyulen rysgus!”
Quadro 3 :
Visto de cima, perto do fim do labirinto, uma grande parte fica coberta por fumaça.
Monstro: “Aaaaaaaargh!!!
Quadro 4:
Oliver está impressionado.
Oliver: “Uau! Isso foi... incrível, Senhor Chermont!”
Chermont: “Bem... Não foi nada tão espetacular assim, é só um dos meus mais fracos feitiços! HAHAHAHA”
 

Não sei se o treco do "spoiler" deu certo, mas se deu, legal.   scratch
Pessoal, por favor, comentem, critiquem, xinguem, façam qualquer coisa que vocês tiverem em mente que pode ajudar. E sobre só ter 2 páginas, bem... eu planejo fazer vários capítulos dessa história, para ser menos cansativo de ler e ser mais fácil de fazer também (xD). Ah, uma coisa importante também. Eu vou precisar de um desenhista também, então se algum se interessar, comentem aí, mas por favor, sejam responsáveis, há dois anos atrás eu tinha feito uma parceria com um cara daqui e ele demorou 4 meses (ou mais) pra fazer  o 1º capítulo, e tava horrível, nada a ver com o que eu tinha escrito >_<
É meu primeiro mangá desde 1 ano e meio que não escrevo, então críticas são bem-vindas, como já disse lá em cima. geek

ConandeBacon

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/02/2014

Ficha do personagem
nome ::
classe::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por Branddy em Seg Set 01, 2014 11:05 pm

Legal! As duas páginas prenderam,   , não tem como vc postar um plot dessa história, não? Pq tá meio: e aí? afinal, oque é? Romance? Aventura? Terror? Ecchi? Shoujo? Hentai? (tá parei rs)

Mas enfim tá legal, parabéns, eu consegui imaginar cada quadro, vc escreve muito bem

Branddy

Mensagens : 16
Data de inscrição : 21/08/2014

Ficha do personagem
nome ::
classe::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por Akira Takuyashi em Ter Set 02, 2014 9:33 am

Gostei ta muito bom  geek geek geek geek

Akira Takuyashi

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/09/2012
Idade : 19
Localização : Rj

Ver perfil do usuário http://akiratakuyashi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por gabs, the gabs em Ter Set 02, 2014 5:34 pm

Dentro do possível, vou tentar criticar tanto estruturalmente, quanto ao aspecto técnico, quanto a parte criativa e da história. Já adianto que são todas dicas para melhor aproveitamento de um roteiro e que mesmo que eu cite padrões aqui que você não queira seguir, ignorá-los também não vai ser uma boa...

Quadro 1:
   Visto de cima, se vê um labirinto, que aparenta estar dentro de uma ruína.
Eu sinceramente não saberia o que desenhar aqui direito. Como eu mostraria um labirinto, visto de cima se ele está dentro de uma ruína? Só daria para ver a parte externa dessas ruínas. A não ser que ela estivesse sem teto, ou com parte exposta. Esse tipo de coisa deve ser bem descrita para o desenhista. Se tiver imagens de referência, melhor ainda. Acredite, ele vai te agradecer. Smile

Quadro 2:
Duas pessoas andavam com suas mãos esquerdas apoiadas na parede, um encapuzado e vestido com uma túnica, aparenta ter 25 anos e é obviamente um mago, o outro mais jovem, talvez 16 anos, andava apenas com uma comum roupa de camponês, equipado apenas com um escudo de madeira e uma espada.
 Não há problema algum em dar liberdade para o artista, mas quando há muita liberdade - normalmente - ele pode se sentir perdido também. Por exemplo, há coisas que poderiam ser mais bem definidas, como onde a espada e o escudo estão guardados com ele. Na cintura? Nas costas? O desenhista deve se concentrar em desenhar A CENA e não em DEFINIR elementos da SUA HISTÓRIA. A não ser que seja algo criado em conjunto na parte criativa, aí tudo bem. E ter concept arts adicionais sempre vão ajudar a guiá-lo também. Outra coisa que eu ficaria em dúvida é: o porquê das mãos apoiadas? Eles estão cansados, estão se equilibrando? Estão limpando a parede porque tem um senso cívico ótimo? Sua conversa com o desenhista deve ser DESCRITIVA num roteiro. Ao contrário de um livro, onde omitir em prol da narração seria sua escolha. Outra coisa, que citarei mais a frente também é sobre os personagens. É sempre bom quando algum deles aparecer pela primeira vez, você os NOMEAR(com letras maiúsculas desse jeito) para já situar o desenhista. Se eu fosse o desenhista, eu não ia saber se é o João ali, porque você não falou que é. Você não está contando uma história. Você está descrevendo-a. O roteiro é isso.

Quando estiver escrevendo de um livro, lembre-se sempre que mostrar é melhor que contar.


Com Roteiros, conte tudo, para que o desenhista possa mostrar.

Quadro 3: 
“Toc toc”. O barulho surpreende os dois, fazendo-os parar.
Homem mais velho: “Ouviu isso, Oliver?”
Oliver (Homem mais jovem): “Sim, Chermont.”
Chermont (Homem mais velho): “Então continue andando, vá à minha frente.”
Oliver: “Entendido.”
Este quadro precisa de mais direcionamento em particular. E aqui já aproveito pra deixar uma regra formal e que vai facilitar sua vida. Sempre comece descrevendo o que o desenhista vai ter que desenhar de uma maneira uniforme e padronizada. Há variações, mas em geral é:

Quadro N
 1 - Layout: formato do painel(quadro) e o quanto ele ocupará da página.
 2 - Câmera: de onde vemos a cena, o posicionamento do leitor.
 3 - Ação: O que vemos. Quem vemos. Como eles estão. Há movimento? Há detalhes importantes a ser captados?
 4 - Diálogo/SFX : onde vão as conversas, sons, bla bla bla.

Deste modo, acredite, o desenhista se situará melhor. E outra: novamente, você não está escrevendo um livro. Não precisa ficar omitindo o nome dos personagens até eles o falarem na história. Isso evita por exemplo voce ter que ficar explicando que o homem velho é o Chermont.

Vamos pra página 2.

Quadro 1:
Os dois se deparam com um monstro à sua frente. Ele era três vezes mais alto que os dois, possuía escamas e dois chifres na cabeça, e o resto de seu corpo era humanoide.
Monstro“Uuuurgh!!!”
 Chermont: “Para trás!”
Pô legal. Agora tem um monstrão com características que merecem ser destacadas na cabeça. Porque não ter mais um painel com um close, an? Sabe em filmes, quando aparece um monstro, e ai então a camera muda pra perto dele, quase mostrando a saliva dele na sua cara? É legal, não é? Pois é! HQ é CINEMA. Reproduza essas cenas de clímax e tensão alternando em distâncias e planos como o cinema faz. Garanto que vai deixar o leitor mais preso.

Quadro 2:
Chermont estica seu braço em direção ao monstro e um pentagrama surge no ar.
Chermont: “Fazzas vyulen rysgus!”

Beleza. o mago vai mandar um feitiço. Tem lingua mágica, tem pose de mago, tem pentagrama. Tudo beleza. Agora vamo ve umas mágia loca...

Quadro 3 :
Visto de cima, perto do fim do labirinto, uma grande parte fica coberta por fumaça.
Monstro: “Aaaaaaaargh!!!

Nãaaaaao cara. Agora é a hora daquele painel grandão, que mostra o mago cheio de fogo/gelo/qualquer coisa em volta dele, enquanto lança um raio/bola de fogo/qualquer coisa no inimigo. QUALQUER COISA. Não desperdice cenas visualmente impactantes. Não tenha pressa de contar a história. A fumaça surgir de alguma coisa. Queremos ver isso. Queremos espetáculo!

Quadro 4:
Oliver está impressionado.
Oliver: “Uau! Isso foi... incrível, Senhor Chermont!”
Chermont: “Bem... Não foi nada tão espetacular assim, é só um dos meus mais fracos feitiços! HAHAHAHA”

Garanto que ele estaria mais se você tivesse mostrado mais, como disse no quadro anterior. Aqui, gostaria também de falar sobre pausas. As pausas no quadrinhos são talvez o assunto mais complexo. Como controlar o tempo dentre de algo que eu leio na velocidade que eu quero? Sugiro que leia Scott Mccloud pra ter uma noção de como isso é importante e como usar isso a seu favor. mas se me permite dar uma introduçãozinha. Veja esse "Uau" que o Oliver solta. O que me vem na cabeça, e imagino na de todos, é aquela cena parada, com a cara dele de bobo olhando enquanto o monstrão foi atingido por uma magica ****. É como se o tempo congelasse, pelo menos pra ele que tá vendo aquilo magnífico. Pois é. Uma dica. Experimente deixar isso em um quadro isolado. E continuar a fala e a cena em outro. Viu? parece que a divisão do quadro deixou essa cena mais contemplativa, que há uma pausa entre ele estar chocado e cair em si, onde vemos novamente ele e o mago, que então se gaba.

Outra parte que gostaria de comentar é a mudança pra página 1 para a página 2. Há um termo, chamado cliffhanger. Nada mais é que um gancho. Tente sempre dar uma motivação para o leitor virar a página. Para que ele queira ver o que está na próxima. Mas cuidado! Isso não quer dizer também saturar de surpresas e revelações sua história. Mas por exemplo, introduzir um quadro por exemplo com Oliver dando um passo e vendo uma sombra sob ele, sem mostrar ainda o monstro, e sua expressão de que sabe que algo ruim está por vir nos faria embarcar no mesmo sentimento, de saber que algo vai acontecer mas ainda nao o ver, dando então vontade de virar a página. 

Enfim. Tentei ser didático o bastante, e espero que tenha exposto o que pode te ajudar a crescer. Qualquer dúvida pode entrar em contato comigo que posso passar material mais embasado do que o conteúdo superficial que falei aqui.

Boa sorte.

PS: Devo ressaltar também que nada do que eu disse é o 'jeito certo' de se contar uma história. Há vários outros jeitos corretos também. Só dei minha humilde opinião de pontos que valorizariam sua história. Mas quem sabe melhor como tratá-la é você.

gabs, the gabs

Mensagens : 185
Data de inscrição : 11/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por ConandeBacon em Qua Set 03, 2014 5:16 pm

Tentei fazer o máximo para deixar como você disse, Gabs, The Gabs, e obrigado pelas críticas.
É bom dizer que eu já tenho o segundo capítulo pronto, e só tenho que passar para essa forma que o Gabs disse, e ele será um pouco maior, não sei quantas páginas vai dar, já que esse primeiro aumentou 1 página...

Capítulo I - Seria esse o passado ou o futuro?:

Capítulo I - Seria esse o passado ou o futuro?
 
      Página 01 
Quadro 1:
Câmera: Vista de cima
Ação: Se vê um labirinto, que vai desde a direita até o lado esquerdo, ele  estava completamente cercado de terra, com apenas 2 pequenos buracos, a saída e a entrada.
 

Quadro 2:
Câmera: Vista na frente de Oliver e Chermont.                                                    Ação: Duas pessoas andavam com suas mãos esquerdas apoiadas na parede,já que todo naquele mundo sabiam que caso encontrassem um labirinto, deveriam andar encostados na parede esquerda, assim achariam a saída.Lá estava um encapuzado e vestido com uma túnica, aparenta ter 25 anos e era um mago, seu nome é CHERMONT, e um outro mais jovem, com 16 anos, andava apenas com uma comum roupa de camponês, equipado apenas com um escudo de madeira e uma espada em mãos e seu nome era OLIVER.
 

Quadro 3: 
Câmera: Vista das costas de Oliver e Chermont                                      
Ação: “Toc Toc”. O som vem de trás deles e surpreende os dois, fazendo-os parar e olhar em direção ao som.
Diálogo:                                                                                                  Chermont: “Ouviu isso, Oliver?”
Oliver: “Sim, Chermont.”
Chermont: “Então continue andando, vá à minha frente.”
Oliver: “Entendido.”
Quadro 4
Câmera: Vista das costas de Oliver e Chermont.
Ação: Os dois se viram e encontram a sombra de um monstro.

---
 
 
  
 
Página 02
Quadro 1:
Câmera: Closet do corpo do monstro.
Descrição: O corpo do monstro era igual ao de um humano forte, só que com 3 vezes mais altura de Chermont e Oliver.
 
 
Quadro 2:
Câmera: Closet da cabeça do monstro.
Descrição: O rosto dele possuía escamas, e em cima de sua cabeça haviam dois chifres. Seus dentes eram aparentemente podres, mas pontudos e suas orelhas eram espetadas e chegavam quase até o seu pescoço.
 

Quadro 3:
Câmera: Só é visto o monstro.
Ação: O monstro, com raiva, dá um passo pesado para frente.
Diálogo:
Monstro“Uuuurgh!!!”
Chermont: “Para trás!”
 

Quadro 4:
Câmera: Vista de lado.

Ação: Chermont estica seu braço em direção ao monstro e um pentagrama surge no ar.
Diálogo:                                                                                                  Chermont: “Fazzas vyulen rysgus!”
---
Página 03
 
Quadro 1:
Câmera: Vista na frente do monstro
Ação: Vê-se que um grande buraco negro se forma atrás do monstro, deixando o bicho com uma cara espantada.
 
 
Quadro 2:
Câmera: Vista de lado.
Ação: O monstro é absorvido enquanto a roupa de Chermont e Oliver esvoaça em direção ao grande buraco.
 
 
Quadro 3:
Câmera: Vista de lado.
Ação: O buraco negro some e com isso várias pedras e um pouco de terra cai ao chão
 
 
Quadro 4:
Câmera: Vista na frente de deles.
Ação: Os dois tentam limpar suas roupas com as mãos.
Diálogo:
Oliver: “Cara... Isso foi incrível!”
Chermont: ”Esse apenas é um dos meus fracos feitiços, o mais novo que aprendi conseguiria destruir tudo isso em metade do tempo!!!”
Oliver: ”Você é incrível às vezes!”
 


ConandeBacon

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/02/2014

Ficha do personagem
nome ::
classe::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por gabs, the gabs em Qua Set 03, 2014 7:44 pm

Melhorou bastante a organizaçao. nao precisa necessariamnte escrevet "açao" ou "camera" basta respeitar a ordm do padrao adotado. mas espero que assim facilite sua vida para se organizar na hora de escrever. boa sorte.

gabs, the gabs

Mensagens : 185
Data de inscrição : 11/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: What is more valuable? Skills or Intelligence?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:56 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: ATIVIDADE :: Roteiro

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum